Português Inglês Persa
Hoje é Sábado, 23 de Outubro de 2021
A posição especial do Irã na Rota da Seda para combater o unilateralismo


A posição especial do Irã na Rota da Seda para combater o unilateralismo

O presidente chinês Xi Jinping e um grande número de analistas chineses acreditam que o papel do Irã na nova Rota da Seda é especial, eficaz e importante.



O presidente Jinping acredita que o Irã tem uma posição especial na rota terrestre da Rota da Seda e é um portal importante lá, pois conecta a China a outros países regionais.

Jinping da China apresentou a iniciativa 'One Belt, One Road', um plano para ligar a China à Ásia, África e Europa através de uma rede de portos, ferrovias e estradas em 2013.

O Irã, com capacidade adequada para transferir energia para o sul e o leste da Ásia por meio de suas rotas marítimas, pode ser uma porta importante para grandes parceiros econômicos do leste, como Índia e China.

Um especialista chinês - Bingbing Wu - deu uma entrevista à IRNA sobre o assunto e disse que o novo projeto da Rota da Seda pode ajudar Pequim e Teerã a desenvolver cooperação bilateral em vários campos.

O projeto One Belt, One Road para fomentar a cooperação bilateral e multilateral é uma necessidade e uma demanda dos dois países.

Em consonância com a necessidade, o presidente chinês viajou ao Irã em 2016 e manteve conversações com as autoridades iranianas sobre o projeto e a cooperação nele.

Relatórios mostram que o trem Yiwu-Teerã é o primeiro trem de carga que deixou a China com destino ao Irã, passando pela Rota da Seda há poucos dias.

Esse evento deixou o Irã determinado a desenvolver laços com a China nesta rota.

O Irã, em particular o Porto Chabahar do sul do Irã, é descrito por especialistas como uma importante rota marítima para a Rota da Seda.

One Belt, One Road é o maior projeto do século que liga os continentes asiático, europeu e africano.

O presidente chinês descreve o projeto como uma grande iniciativa para impulsionar a cooperação internacional.

A China considerou o projeto como o único que pode ajudar a erradicar o terrorismo e o extremismo.

A China acredita que os estados do Silk Road devem cooperar para ajudar a globalização a florescer.

O Irã, na verdade, é o principal corredor de implementação do projeto chinês.

O projeto da Rota da Seda não é um plano político, mas um movimento para desenvolver a cooperação entre os países e estabelecer a paz e a segurança.