Português Inglês Persa
Hoje é Sábado, 4 de Dezembro de 2021
Irã compra ações do Banco Asiático de Investimento em Infraestruturas  (BAII) para reforçar a influência regional.


Irã compra ações do Banco Asiático de Investimento em Infraestruturas (BAII) para reforçar a influência regional.

Irã concluiu a compra de 2,8 por cento das ações do banco Asiático de Investimento em Infraestruturas, citou Mohammad Khazaei, vice-ministro da economia do Irã para assuntos de desenvolvimento na terça-feira.



Segundo o responsável, a tática de compra de ações do banco tem o objetivo de reforçar a influência do Irã sobre algumas organizações regionais.

AIIB é um banco multinacional fundado recentemente pela China, cujas reservas são detidas por um número de países.

Com uma adesão inicial de 27 países, AIIB foi fundado em outubro de 2014, em Pequim. É uma organização de desenvolvimento multidimensional com um foco principal em infraestruturas. Países como a França, Alemanha, Indonésia, Espanha e Vietnam, para citar alguns, são países membros.

Papel do Irã na AIIB tanto como membro e acionista é vital já que o banco pretende agir como uma alternativa para as instituições financeiras americanas e europeias existentes dominadas pelo Banco Mundial e o Fundo Monetário Internacional (FMI).

Enquanto isso, Khazaei revelou a intenção do Irã de comprar ações do BRICS New Development Bank (NDB), que é compartilhado por países como Brasil, Rússia, China e Índia. No entanto, o funcionário não forneceu mais detalhes.

O acordo para estabelecer o NDB, com uma capitalização inicial de US $ 100 bilhões, foi assinado pelos Estados membros do BRICS durante a 6 cúpula do grupo em Fortaleza, Brasil, em julho de 2014.

BRICS é o acrônimo para uma associação de cinco grandes economias emergentes: Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, que são todos considerados em estágio similar de desenvolvimento econômico.