Português Inglês Persa
Hoje é Sábado, 26 de Setembro de 2020
Cinco grandes companhias de petróleo iraniano trabalharão com gigantes internacionais da energia


Cinco grandes companhias de petróleo iraniano trabalharão com gigantes internacionais da energia

Irã aumenta esforços para receber mais investimentos estrangeiros em seu setor energético, nomeando cinco empresas nacionais para trabalhar como parceiros de empresas internacionais,



O vice-presidente da National Iranian Oil Company (NIOC), Gholamreza Manouchehri, disse ao Financial Times que Petroiran Development Co., juntamente com Petropars e o Grupo Mapna, está na lista atual, que ainda está para ser finalizada.
As outras duas empresas são a Oil Industries Engineering and Construction group (OIEC), e a Industrial Development and Renovation Organization of Iran (IDRO) - um conglomerado ativo na economia do Irã.
O relatório FT disse que a República Islâmica estava dando, assim, mais um passo para a abertura de seus campos de petróleo e gás para atrair o investimento internacional.
Petroiran, uma subsidiária NIOC é encarregada do desenvolvimento onshore e offshore.
Petropars já assinou um Memorando de Entendimento (MoU) com uma empresa alemã e manteve conversações com investidores estrangeiros.
Mapna é um grupo de energia e infra-estrutura iraniana. E assinaram um contrato com a Siemens em março, que é empresa alemã que vai fornecer duas turbinas a gás para uma usina de energia no porto do sul de Bandar Abbas, FT acrescentou.
Os nomes das empresas têm sido ansiosamente aguardados por empresas internacionais de energia como a BP, Total e Eni, que esperam ganhar acesso às reservas de petróleo e gás do membro da OPEP, após anos de sanções. As sanções anti-Irã foram levantadas em Janeiro na sequência do acordo nuclear de julho do ano passado que colocou restrições sobre o programa nuclear iraniano em troca do alívio sanções.
O ministro do Petróleo iraniano Bijan Namdar Zanganeh disse na semana passada que o país, segundo maior produtor da OPEP, espera assinar o primeiro contrato de petróleo pós-sanções com uma empresa estrangeira no prazo de três meses.
O Irã, que tem a quarta maior reserva de petróleo do mundo e a segunda maior reserva de gás, recentemente quase duplicou as exportações de petróleo para mais de dois milhões de barris por dia (bpd) desde janeiro.
Teerã pretende atrair quase US$ 200 bilhões em investimentos estrangeiros para aumentar a produção em pelo menos 600,000 bpd dentro dos próximos cinco anos.