Português Inglês Persa
Hoje é Sábado, 6 de Junho de 2020
Bijan Zangeneh Ministro do Petróleo diz que eleição elimina obstáculos para novos contratos


Bijan Zangeneh Ministro do Petróleo diz que eleição elimina obstáculos para novos contratos

A 12ª eleição presidencial do Irã eliminou uma parte importante dos obstáculos no caminho da implementação de novos contratos de petróleo, disse Bijan Zangeneh, ministro do Petróleo na quarta-feira.



Bijan Zangeneh, à margem da cerimônia de acordo para a fabricação de tubos CRA (ligas resistentes à corrosão), disse aos jornalistas que o principal tema da reunião da OPEP (Organização dos Países Exportadores de Petróleo), que será realizada na quinta-feira, sobre e acordo de novembro de 2016 sobre a redução do fornecimento de petróleo.
Quanto à possível resistência da Arábia Saudita à extensão, ele disse que os sauditas estão agora favorecendo os altos preços do petróleo. O ministro também descartou qualquer corte na produção de petróleo do Irã.
Respondendo a uma pergunta sobre o momento da exportação de gás do Irã para o Iraque, Zangeneh disse que o principal obstáculo a este respeito é a carta de crédito (LC) que deve ser emitida para que o Irã possa exportar gás.
A 172ª reunião da OPEP será realizada na sede da organização, em Viena, na quinta-feira.
A Rússia e a Arábia Saudita, os dois maiores produtores de petróleo do mundo, já anunciaram que o acordo de corte de produção de petróleo deveria ser prorrogado por mais nove meses.
O acordo foi assinado em primeiro lugar na reunião oficial do petróleo OPEP em 30 de novembro de 2016, em Viena; Foi o primeiro consenso desse tipo do do grupo desde 2008 no corte da produção de petróleo visando empurrar para cima os preços travando assim o excesso global da fonte.
De acordo com a decisão implementada desde os primeiros meses deste ano, a OPEP decidiu cortar sua produção de petróleo em 1.255 milhões de bpd por seis meses.
Irã, Nigéria e Líbia foram isentos dos cortes, uma vez que estes países estão lutando para restaurar seus níveis de produção de petróleo que foram atingidos por sanções e crises internas.