Português Inglês Persa
Hoje é Sábado, 4 de Abril de 2020
Irã lança plano nacional de conectividade de fibra óptica


Irã lança plano nacional de conectividade de fibra óptica

O ministro iraniano da Comunicação e da Tecnologia da Informação Mahmoud Vaezi diz que o projeto nacional de conectividade de fibra óptica é um pilar dos planos de desenvolvimento do Irã.



O Irã lançou um projeto ambicioso para conectar residências a uma rede nacional de fibra óptica - o que a administração do presidente Hassan Rouhani proporcionaria aos cidadãos com acesso fácil à internet de alta velocidade.
O projeto - que tinha sido desenvolvido pela Iran Telecommunications Company (ICT) - foi lançado pelo ministro iraniano de Comunicação e Tecnologia da Informação Mahmoud Vaezi.
Vaezi descreveu-o como um grande progresso que revolucionaria a rede nacional de dados do Irã.
Ele disse que a administração de Rouhani vem perseguindo o desenvolvimento da rede nacional de fibra ótica, apesar dos numerosos obstáculos que existiam.
O funcionário ainda enfatizou que o Ministério da Comunicação e Tecnologia da Informação já havia dado grandes passos para promover negócios baseados na Internet em todo o Irã, acrescentando que o projeto nacional de conectividade de fibra óptica era um passo significativo na mesma direção.
O projeto que como foi dito anteriormente colocaria o país na "era da conectividade gigabit" foi criado em nove cidades, incluindo a capital Teerã, e logo se expandiria para outras áreas do país, informou a IRNA.
Em outras palavras, Vaezi disse que a capacidade de transferência de dados do Irã aumentou 11 vezes desde 2013 para chegar a 10.000 gigabytes.
Ele acrescentou que a capacidade de largura de banda de internet do Irã também aumentou em 15% para chegar a até 10.000 gigabytes.
Vaezi disse que cerca de 900 cidades em todo o Irã atualmente estão sob a cobertura da terceira geração de telecomunicações móveis sem fio - referido como 3G. Ele também acrescentou que o número de cidades sob a cobertura 4G atualmente estava em 742. Isto, Vaezi enfatizou, é enquanto a cobertura de ambos os serviços 3G e 4G eram extremamente limitados quando Rouhani assumiu o cargo em 2013.