Português Inglês Persa
Hoje é Sexta-Feira, 24 de Novembro de 2017
Maggi vai para os EUA para discutir a reabertura do mercado de carne brasileira


Maggi vai para os EUA para discutir a reabertura do mercado de carne brasileira

Ministro irá de reunir com o Secretário de Agricultura dos Estados Unidos para discutir a retomada das exportações brasileiras de carne



O ministro da Agricultura brasileiro, Blairo Maggi, se reunirá com o secretário de Agricultura dos EUA, Sonny Perdue, em Washington, na próxima segunda-feira (17) para discutir a retomada das exportações brasileiras de carne bovina para os Estados Unidos.
De acordo com o secretário executivo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Alimentos, Eumar Novacki, as medidas tomadas pelo ministério e as explicações técnicas já enviadas aos Estados Unidos informarão a discussão para reabrir o mercado americano aos exportadores brasileiros.
Novacki está na Suíça para participar da cimeira do Codex Alimentarius, onde apoiará a candidatura brasileira para a presidência da organização e realizará reuniões bilaterais com parceiros comerciais para defender a segurança da saúde dos produtos brasileiros.
Em Genebra, ele se encontrou com Theodore Allegra, Encarregado de Negócios, interino da Missão dos EUA junto às Nações Unidas e Outras Organizações Internacionais, para detalhar os passos que o ministério tomou sobre as reações à vacina contra a febre aftosa detectada pelos EUA.
Uma das medidas foi a determinação para as plantas de embalagem de carne que os cortes de carne retirados do quarto dianteiro de animais (ou seja, onde a vacina é aplicada) são exportados apenas sob a forma de recortes, cubos ou tiras para identificar facilmente possíveis problemas.
O Secretário também destacou a recente revisão do Regulamento Brasileiro de Proteção de Saúde (RIISPOA), que atualizou os padrões seguidos por funcionários e empresas e "atenuou muitos riscos de corrupção", bem como o Programa de Conformidade focado na ética do Ministério, que deveria ser Concluído em janeiro do próximo ano.

http://www.brazilgovnews.gov.br/