Português Inglês Persa
Hoje é Quinta-Feira, 18 de Julho de 2019
Novo Embaixador do Brasil em Teerã: O grande desafio nas relações com o Irã, são as sanções que o país sofreu da comunidade internacional nos últimos anos.


Novo Embaixador do Brasil em Teerã: O grande desafio nas relações com o Irã, são as sanções que o país sofreu da comunidade internacional nos últimos anos.

A Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE) aprovou nesta quarta-feira as indicações de três diplomatas para chefiarem escritórios brasileiros no exterior.



Márcia Maro da Silva e Rodrigo de Azeredo Santos assumirão as embaixadas na Tunísia e no Irã, respectivamente. Maria Nazareth Farani Azevêdo assumirá o cargo de delegada permanente do Brasil em Genebra, na Suíça – onde a Organização das Nações Unidas (ONU) e alguns de seus órgãos têm sede.
Todos os nomes foram aprovados de forma unânime. As indicações serão agora votadas pelo Plenário do Senado.
Rodrigo de Azeredo Santos, indicado para a embaixada no Irã, chamou atenção para indicadores positivos do país: alto nível cultural e educacional, taxa de alfabetização de 98% da população, bom Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), economia diversificada, grandes reservas de petróleo e gás natural e posição geográfica privilegiada no Oriente Médio.
O grande desafio nas relações com o Irã, segundo Santos, são as sanções que o país sofreu da comunidade internacional nos últimos anos devido ao seu programa de energia nuclear. Apesar do caso ter afetado negativamente a economia iraniana, o diplomata destacou que o Brasil, por ter atuado para mediar a questão, encontra-se em boa posição para ser um parceiro privilegiado do Irã.
- O Brasil estava engajado em uma solução pacífica, fiel à sua tradição diplomática. Naquele momento, era o ator que tinha a maior confiança das partes envolvidas. Hoje o Irã busca se inserir de forma mais aberta na comunidade internacional e o Brasil, com esse capital político que acumulou, tem um desafio importante - disse.