Português Inglês Persa
Hoje é Segunda-Feira, 17 de Junho de 2019
O saldo comercial do Brasil tem melhor outubro na história


O saldo comercial do Brasil tem melhor outubro na história

A balança comercial atingiu o superávit de US $ 5,2 bilhões em outubro, o maior desde o início da série temporal em 1989. Os números atualizados já superaram o desempenho de todo o ano de 2016



Em outro resultado positivo para a economia brasileira, o comércio exterior do país teve seu melhor desempenho em um mês de outubro na história. A balança comercial - ou seja, a diferença entre exportações e importações - encerrou o mês com um superávit de US $ 5,201 bilhões, de acordo com dados divulgados nesta quarta-feira (1 de novembro) pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC).
Com os produtos brasileiros cada vez mais competitivos no mercado internacional, as exportações atingiram US $ 18,877 bilhões no mês, enquanto as importações totalizaram US $ 13,676 bilhões.
Com o resultado, a balança comercial brasileira acumulou um superávit de US $ 58,4 bilhões de janeiro a outubro, superando o superávit recorde anterior de US $ 47,7 bilhões em 2016.
Com os recordes consecutivos, a expectativa é que este ano seja histórico para a balança comercial brasileira. De acordo com o MDIC, o superávit comercial deverá situar-se entre US $ 65 bilhões e US $ 70 bilhões em 2017.
Destaques mensais
As exportações registraram números aumentados em todas as principais categorias. Os bens básicos, por exemplo, aumentaram 42,3%, com vendas ampliadas de milho, soja, minério de ferro, minério de cobre, algodão bruto, petróleo bruto e outros insumos.
As compras de produtos fabricados aumentaram 21%, impulsionadas principalmente pelo aumento das vendas de peças de aviação, produtos laminados planos, automóveis de passageiros, tratores, veículos de carga e outros. Nos produtos semimanufaturados, o aumento foi de 26,2%, com altas exportações de óleo de soja, ferro fundido, alumínio bruto, açúcar bruto, ligas de ferro, celulose, ouro semi-fabricado e ferro e aço semimanufaturados.

http://www.brazilgovnews.gov.br/