Português Inglês Persa
Hoje é Sexta-Feira, 15 de Fevereiro de 2019
Tesouro dos EUA assegura que Bancos Brasileiros podem fazer negócios com Irã


Tesouro dos EUA assegura que Bancos Brasileiros podem fazer negócios com Irã

Rodrigo Azeredo diplomata brasileiro disse que o Departamento do Tesouro dos EUA deu garantias de que os bancos brasileiros podem fazer negócios com o Irã, sem medo de sanções.



Rodrigo Azeredo diplomata brasileiro disse que o Departamento do Tesouro dos EUA deu garantias de que os bancos brasileiros podem fazer negócios com o Irã, sem medo de sanções.
"Eles (os bancos brasileiros) temiam que os bancos americanos e europeus pudesse reagir, cancelando suas linhas de crédito", Rodrigo Azeredo, principal diplomata do Brasil para o comércio, disse à Reuters.
Durante uma reunião em São Paulo na semana passada, funcionários do Tesouro dos EUA explicaram aos executivos dos maiores bancos do Brasil que eles podem lidar com bancos iranianos, enquanto as transações - em dólares ou qualquer outra moeda – não passem pelo sistema bancário dos Estados Unidos.
"O potencial para o comércio com o Irã é grande, mas precisamos do engajamento dos bancos comerciais privados do Brasil, e eles estavam muito preocupados", disse Azeredo. "O governo dos EUA sentiu-se quase que obrigados a atualizar seus parceiros sobre as sanções contra o Irã."
O Brasil é o parceiro econômico mais importante do Irã na América Latina. Os dois países têm um valor comercial bilateral anual de US $ 1,6 bilhão.
Embraer do Brasil (EMBR3.SA), terceira maior fabricante mundial de aviões comerciais, está em negociações para vender ao Irã pelo menos 20 dos seus jatos E-195 que valem mais de US $ 1 bilhão.
Embraer ainda requer uma licença dos EUA para a venda ao Irã de tecnologia sensível de motor de jato em seus aviões.
Um porta-voz da Embraer disse que a empresa estava esperançosa de que irá receber o sinal verde seguindo licenças semelhantes concedidos recentemente para o fabricante de aviões europeu Airbus (AIR.PA) para vender aviões comerciais ao Irã.
A fabricante brasileira de ônibus Marcopolo SA (POMO4.SA) também está em negociações para vender centenas de veículos para o Irã após a remoção das sanções anti-Teerã.
As sanções foram levantadas depois que Teerã e o Grupo 5 + 1 (Rússia, China, os EUA, Grã-Bretanha, França e Alemanha) em 14 de julho de 2015 finalizaram o acordo nuclear, conhecido como o Plano Conjunto Integrado de Ação (JCPOA) e começou implementá-lo em 16 de janeiro de 2016.