Português Inglês Persa
Hoje é Segunda-Feira, 23 de Setembro de 2019
Irã foi escolido o destino favorito para turistas em 2016


Irã foi escolido o destino favorito para turistas em 2016

Os peritos da indústria selecionaram o Irã entre os destinos turísticos top do mundo, afirma um novo relatório.



O site belga La Libre identificou o Irã como um dos países com maior parte das atrações turísticas após levantamento de publicações especializadas, como a National Geographic, Lonely Planet e Afar.

O relatório aponta para uma lista dos mais vistos locais no país, incluindo 19 locais especiais cadastrados na Lista do Patrimônio Mundial da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO).

Ele disse que a indústria tem respondido rapidamente ao acordo histórico alcançado em julho entre o Irã e os membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU mais a Alemanha, o que colocou limites sobre as atividades nucleares de Teerã em troca de levantamento das sanções anti-Irã.

O acordo desencadeou uma onda de ajustes por empresários internacionais e líderes empresariais, bem como políticos estaduais em sua busca de novas oportunidades de negócios no país de quase 80 milhões de pessoas.

As autoridades iranianas estabeleceram metas impressionantes para a indústria para aumentar o número de turistas de cinco milhões em 2014 para 20 em 2025, acrescentou o relatório.

La Libre também fez referência aos Accor Hotels hotéis do grupo francês que tem investido no Irã. Os 1500 hotéis do país não são suficientes para alojar mais estrangeiros que estão querendo visitar o Irã.
Mercado hoteleiro do Irã precisa de um rápido desenvolvimento de sua infraestrutura turística, a fim de lidar com a situação.

Com a volta do verão, a Accor Hotels assinou um acordo com o Grupo Financeiro Turístico do Irã para construir dois hotéis próximos ao Aeroporto Internacional Imam Khomeini em Teerã, marcando a primeira incursão por uma grande entidade estrangeira no mercado hoteleiro do país desde 1979.

Autoridades iranianas dizem que o país planeja gerar até US $ 30 bilhões em receitas anuais do turismo em 2025.