Português Inglês Persa
Hoje é Segunda-Feira, 9 de Dezembro de 2019
Turismo no Brasil - 16 - Jalapão – TO


Turismo no Brasil - 16 - Jalapão – TO

Pouco conhecido e selvagem, o Parque Estadual do Jalapão é afastado e de difícil acesso. Apesar do isolamento, a região está entre as mais bonitas do país graças à vida e às cores que emanam da natureza.



No meio do cerrado surgem jardins de capim dourado, enquanto longínquas estradas de muita terra levam a verdadeiros oásis cercados por cachoeiras, poços de águas verde-esmeralda, dunas gigantescas...
A incomunicabilidade - celulares não pegam em boa parte dos roteiros -, reforça o contato total e exclusivo com natureza e seus encantos. A infraestrutura para explorar cada recanto, porém, existe.

Por conta das grandes distâncias e das poucas opções de hospedagem e alimentação, diversas agências de viagens oferecem roteiros para conhecer o Jalapão - e contratar uma é a maneira mais indicada para encarar a "expedição".

Os serviços costumam incluir traslado em veículos 4x4 a partir de Palmas - a 152 quilômetros de Ponte Alta do Tocantins, considerada a porta de entrada do parque e acessível por estrada asfaltada - além de passeios rumo aos principais atrativos, como a cachoeira da Velha, o Fervedouro, as Dunas e o Mirante da Serra do Espírito Santo, todos distantes entre si e próximos do município de Mateiros. Os pacotes também incluem pernoites em acampamentos com direito a banho quente e refeições.

Calor, sacolejo e cansaço andam de mãos dadas na região. A trinca, porém, perde força quando o visitante aprecia o pôr do sol do alto dos montes de areia alaranjada, mergulha nas águas cristalinas das quedas d'água e das prainhas ou curte um rafting no Rio Novo.

Quem não abre mão de fazer compras, mesmo estando em um lugar como o Jalapão, encontra uma agradável surpresa: o artesanato em capim dourado, produzido na comunidade quilombola de Mumbuca. As belas peças também são encontrados em um mercadinho de artesanato em Mateiros e também nos acampamentos.