Português Inglês Persa
Hoje é Segunda-Feira, 25 de Setembro de 2017
Venha conosco ao Irã - 47 - Província do Azerbaijão Ocidental - cidade de Takab


Venha conosco ao Irã - 47 - Província do Azerbaijão Ocidental - cidade de Takab

Cumprimentos a todos os estimados leitores e interessados na série Venha conosco ao Irã. Nos posts anteriores, mostramos a cidade de Azerbaijão Ocidental situada no noroeste do Irã e conhecemos a capital da província, a cidade de Urumieh.



No post de hoje continuaremos nossa viagem nesta província e lhes apresentaremos a cidade de Takab. Convidamos-lhes que nos acompanhem.
A cidade de Takab é uma das cidades da província de Azerbaijão Ocidental situada no sudeste da província que tem suas fronteiras comuns com outras três províncias: a de Zanjan, de Azerbaijão Oriental e a de Kordestão. Takab em comum com outras regiões de Azerbaijão Ocidental é uma zona agrícola. A fertilidade da terra e água suficiente têm desenvolvido a agricultura nesta região. O trigo, cevada, leguminosas, e verduras, a maçã, e a uva, o albaricoque (damasco), etc. são os produtos mais importantes de Takab. Os grandes campos férteis da cidade de Takab estenderam-se também à pecuária da região, diversos tipos de produtos animais são os principais produtos desta cidade. A apicultura é um dos mais importantes ofícios dos habitantes desta região. Takab é uma região onde encontram-se dezenas de obras históricas pré e pós-islâmica, O Trono de Soleiman, entre outras, que está se situado a 45 quilômetros ao noroeste da cidade de Takab. Os restos da grande mansão de Fogo dos Sasanies chamados Casualidade-Goshasb e o antigo castelo Saro-qor-jan e também a grande mesquita de Takab. Pela importância do Trono de Soleiman, a seguir apresentaremos esta herança mundial.
O trono de Soleiman, é um dos mais importantes e famosos lugares históricos da civilização do Irã e no mundo, ademais, é conceituado como o quarto monumento histórico do Irã que se registrou na lista do patrimônio mundial da UNESCO. A religião habitada tem uma antiguidade de três mil anos. O conjunto histórico com uma superfície de 124 mil metros quadrados foi o lugar onde em diferentes épocas se alojaram os Medos, os Ashkanian, os Sasanies e os Mongoles. Os monumentos históricos desde o ponto de vista arqueológico como nos documentos escritos estão situados no noroeste do Irã que se tornou um conjunto totalmente exclusivo. O Trono de Soleiman, na realidade, são os restos de um castelo grande, onde inclui monumentos históricos da época dos Sasaníes tais como a mansão de Fogo de Casualidade-Goshasb.
Este castelo histórico que tem forma oval encontra-se em um nível superior que os territórios dos arredores e, está protegido por uma firme parede grande com quase 4 metros de espessura e conta com 38 torres defensivas. O monumento pertence à época dos Sasaníes mas, na época de Il-Khanian (século XIII) recuperaram-se as paredes destruídas. A mansão de Fogo de Casualidade-Goshasb foi construída neste lugar como um dos mais respeitosos templos daquela época, a qual desde a soberania de Il-Khanian em adiante denominou como o Trono de Soleiman. No centro e na parte sul do castelo, encontra-se um lindo lago que tem a forma meio oval. A água do lago nascem das fontes que se encontram no fundo. O lago mede 120 metros de comprimento, 80 (metros) de largura e 65 metros de profundidade. A água que sobra, cai dos canais nos arredores que serve para a agricultura por conter vários minerais. Junto com os monumentos de Sasanies, também se observam nesta zona, os restos dos monumentos da época dos mongoles que levam decorações de gesso e de azulejos esmaltados. A variedade dos azulejos islâmicos do Trono de Soleiman é tanta que podem ser classificado em diferentes épocas. Mas os azulejos esmaltados mais destacados são os que têm fundos de cor azul, de cor azul turquesa dourado os quais estão desenhados com desenho de animais mitológicos como o Simurgh e o dragão.
O complexo histórico do Trono de Soleiman antes do Islã, foi um dos maiores centros de ensinos sociais, religiosas, e culturais, onde também os persas rezavam. Mas, no ano 624 cristão foi destruído na invasão contra o Irã pelo imperador de Roma, Heraclius. Junto com os históricos e variados monumentos lindos e mágicos da zona do Trono de Soleiman, também se encontram as fontes de água quente, as quais têm propriedades de enchofre que são beneficiosas para curar as doenças cutâneas e dores reumáticas. As fontes de água quente e também as valiosas obras históricas, atraem anualmente a milhares de pessoas a esta região. Tendo em conta que o Trono de Soleiman está localizado em uma alta região montanhosa, os invernos se prolongam, faz muito frio e neva bastante, também, os verões são frescos, pelo qual a primavera na primeira metade do verão quando toda a região se cobre de verde, é muito agradável e por isso é uma ótima temporada para se visitar esta região.
A mesquita Jame de Takab também é um monumento histórico que se encontra na cidade de Takab, a qual tem mais de 100 anos de antiguidade e está registrada na lista das obras nacionais do Irã. A mesquita foi fundada, segundo os documentos, no ano 1332 da hégira lunar (1914) baixo a ordem do comandante Hossein-Ali-khan Afshar na época da soberania de Naser-al-Din, rei de Qajar e pelos arquitetos locais.
O telhado da mesquita está coberto por um teto na forma de um berço. A antiga sala da mesquita conta com uma galeria composta por colunas circulares de tijolo e acabamentos em pedra.
Queridos amigos, chegamos ao final de mais um post 4 esperamos que tenham gostado da matéria de hoje. Até o próximo post.