Português Inglês Persa
Hoje é Sábado, 14 de Dezembro de 2019
Venha conosco ao Irã - 02 - província de Fars


Venha conosco ao Irã - 02 - província de Fars

O Irã, do ponto de vista geográfico e climático goza de uma paisagem variada que inclui montanhas, bosques, rios, entre outros. Por outro lado, a cultura, a civilização e a arquitectura especial desta terra têm enriquecido cada vez mais a história antiga



Nós pretendemos nestes programas, percorrer os diferentes lugares, para lhes dar a conhecer os diferentes aspectos e atrações deste milenário país.

Começamos o programa de hoje, apresentando-lhes a província de Fars, no sul do Irã, a qual é uma das regiões mais antigas do país e, devido à diversidade climática e às valiosas obras históricas, se converteu num lugar de atração turística importante do Irã.

A província Fars é tão antiga como a história do Irã e é um dos centros nos que se formaram as antigas civilizações do mundo, incluída a iraniana. Esta terra é o berço da ciência, a cultura e a civilização e tem um lugar especial na mente e o coração dos iranianos e de outras nações do mundo.

As montanhas, as rochas maravilhosas, a arquitetura surpreendente e as obras descobertas nas investigações científicas da província de Fars sempre têm chamado a atenção dos arqueólogos e historiadores. Nas montanhas de Fars, existem esculturas talhadas em pedra que pertencem à época de Ilamian com quatro mil anos de antiguidade; O trono Jamshid e Pasargad do império de Aqueménida pertencente ao ano 6 a. C (antes de Cristo), e também as obras da época do império Sasanian, que se encontram na maioria das cidades da província de Fars demonstram a antiguidade desta terra. Ademais, a província Fars conta com uma profunda antiguidade cultural, já que muitos dos intelectuais como Mola Sadra, Hafez, Sadi, Sibuye, entre outros, têm nascido nesta região e são autores das muitas obras destacadas culturais, científicas, filosóficas, religiosas e literárias.

Quanto à história da Fars, se diz que há cerca de 1100 anos a. c, um grupo da raça aria, depois de percorrer um longo caminho, chegou à meseta do Irã. Este grupo étnico, chamado Pars, se alojou numa região do clima temperado no sul do Irã atual, e denominou a zona com seu nome. Desta maneira, se formou uma das mais antigas civilizações no Irã, a qual foi, reiteradas vezes, a capital do país e centro da soberania dos reis. Os persas são uns dos povos mais antigos que habitaram a meseta do Irã e os impérios da Aqueménida e Sasanian pertencem a esse povo.

Uma tribo dos persas, chamada Aqueménida, tomou o poder entre os anos 330 a 559 a. C. e, pouco a pouco, estendeu sua influência na maior parte do mundo civilizado daquele então. Naquela época, Fars, como centro da soberania, era uma das antigas civilizações do Irã e mantinha a maior indústria da sua época. Os restos dos monumentos históricos do trono Jamshid e Pasargad indicam a antiguidade desta terra.

Também, após a expansão do Islamismo no Irã, Fars foi o centro da soberania dos impérios, como Atabakan-e Fars (684 - 543 da hégira lunar), as famílias de Injo, Ale Mozafar e Zendie. A família Zendie, na época de seu reinado, desenvolveu muito esta região, e a isso vamos nos referir nos próximos programas, onde também estudaremos as obras históricas da província de Fars.

Fars, com uma superfície de 133.000 quilómetros quadrados, é uma das províncias do sul do Irã e, segundo a última divisão geográfica do país, realizada pelo Ministério Interior do Irã, conta com 29 cidades.

A província da Fars limita ao norte com a província da Isfahán, ao este com a província Yazd e Kerman, ao sul com a província Hormozgán e, finalmente, ao oeste tem fronteiras com as províncias de Koh-Kiloyeh e Buir Ahmad e Busher. Shiraz é a capital da Fars, a qual tem um lugar importante entre as cidades iranianas por aspectos históricos e culturais.

A província da Fars é uma região montanhosa cujas altas formações são parte da corrente montanhosa de Zagros, as quais se estendem desde o noroeste para o sul do Irã. Fars é uma região bastante ampla e, por sua cercania com o Golfo Pérsico no sul e com o deserto no nordeste, tem um clima exclusivo e diverso.

Em geral, nesta província existem três climas bem diferentes. No norte e noroeste desta província o inverno é bastante frio e o verão é temperado; nas regiões centrais no inverno chove e é temperado e o verão é quente e seco. Por outro lado, nas regiões do sul e sudeste da Fars o inverno é temperado e o verão muito quente.

Os recursos hídricos nesta província são os rios subterrâneos e também os rios que fluem na superfície. O rio Kor é um dos mais importantes, o qual nasce nas montanhas do norte desta região e morre no lago Bakhtegán. Os rios Firuz Abad, Qare-Baq e Fahlillán nascem nas montanhas e desembocam no Golfo Pérsico. Em Fars também existem três lagos, Bakhtegán, Maharlu e Parishan (Famur) que são os mais importantes da província.

As múltiplas cachoeiras, os rios e as alturas na província da Fars se converteram em lugares para caçar e se divertir, sobre os quais iremos falar no próximo programa.

Tendo em conta os recursos hídricos e os terrenos para cultivos, a província Fars é um pólo importante da agricultura do país. O trigo, a cevada e o milho são os cereais principais desta província e, o arroz e os cítricos da região têm uma excelente qualidade. A agricultura e a pecuária também são importantes em Fars e contribuem numa parte, bem significativa, nas necessidades de carnes e lacticínios de todo o país.

Segundo as últimas pesquisas, a população da província Fars conta com mais de 5 milhões e 400 mil pessoas. A maioria dos habitantes fala persa, mas também, pela diversidade de etnias, são frequentes outros idiomas tais como o turco, o árabe e o lor. Outra característica cultural desta região é a convivência pacífica de povos de diferentes religiões, tais como: judeus, cristãos, zoroastros, etc.

Uma curiosidade é que a maior tribo nómada no Irã pertence a esta região. Os nómadas da Fars incluem às tribos Qashqaey, Khamse, Mamasani e Alwar-e Koh-Kiloye, as quais se dividem, cada uma, em múltiplos grupos étnicos.

As tribos nómadas de Fars, ao longo da história, têm sido fundadoras de uma rica cultura neste território, e sua cultura é uma das atrações turísticas do Irão. A Fars é uma das províncias destacada por seu artesanato, que inclui tapetes tradicionais como as de origem nómade conhecidas como Guelim e Gabe. Nesta província, o artesanato com madeira também é frequente, como os tipos de: Khatam-kari, Monabat-kari e Moaraq-kari, entre outros. Ademais, a indústria de metal também é uma das artes mais antigas em Fars como Noqreh-kari e Qalam-zani, feitos sobre prata.

A flora e fauna que existe na província de Fars também é muito variada. As espécies de árvores mais importantes que se encontram nesta região são: cacahuetes, sauce, castaña, bem como plantas medicinais e industriais como o regaliz, a língua de vaca, o tragacanto, a assa-fétida e a ervilha de leite. Pela diversidade climatológica, a fauna que se observa nesta região é muito diversa, compreende mamíferos, aves, e acuáticos, entre outros. E nos lugares protegidos neste território vivem muitos outros animais.

http://parstoday.com/